Pensamento lateral - Como treinar sua mente

Pensamento lateral - Como treinar sua mente

Não existe outra maneira de explicar o que significa ‘pensamento lateral’ a não ser da forma mais simples e direta possível. Pensamento lateral é baseado na ruptura das percepções naturais do sistema que nosso cérebro foi criado para trabalhar.

Nosso cérebro grita por organização, busca padrões e hábitos para tornar nossa vida mais simples. Mas quando queremos pensar diferente, precisamos nos ater ao fato de que tudo pode ser reinventado, recriado através da quebra com paradigmas antigos ou recorrentes.

Piloto automático

Muitas vezes estamos tão acostumados a fazer alguma coisa, seja ela qual for que entramos no piloto automático. Para algumas ações isso é essencial mas para outras não. Pensar na diferença e aceita-la é um trabalho difícil e árduo, mesmo porque estamos (mal) acostumados em seguir o que já existe do que inventar algo novo ou buscar um conhecimento além daquele que existe.

Outra característica do cérebro é que ele é altamente treinável. Podemos exercitá-lo e é aqui que entra o pensamento lateral. Uma pesquisa científica descobriu que o cérebro é um dos mais adaptáveis músculos do corpo humano. Ao longo do tempo, temos ‘coletado’ informações e adestrado nosso cérebro de acordo com nossos desejos e aspirações e isso fica registrado no cérebro. Para ações rápidas este processo de leitura do cérebro é muito eficiente. Já quando é para quebrar com padrões o cérebro se torna resistente, mas nem tanto.

O processo de provocar o cérebro para este se abrir para novas percepções pode também ser aprendido. Por isso é muito importante se ater aquilo que está pensando, como está colocando em palavras o que está sentindo (palavras são mágicas), como estamos vendo e digerindo as situações que nos acontece diariamente. É um processo educativo mas que não tem fim.

As vezes alguns problemas podem surpreender as pessoas pela simplicidade da sua resolução que pode ser uma solução inteligente e óbvia que não foi percebida anteriormente pela mente. A pergunta ‘Como não pensei nisso antes?!’ é fruto deste dilema. Piadas são bons exemplos de pensamento lateral assim como o bom humor também é parte inerente deste processo.

Resultado do pensamento lateral

O resultado do processo do pensamento lateral é a ruptura da sequência tradicional de pensar, o que provoca o estranhamento, o espanto, a risada, o choro mas nunca a conformidade. Infelizmente somos fadados a sermos livres e essa liberdade começa com um único sinal elétrico emitido pelo nosso cérebro.

“A sequência de nossa experiência estabeleceu o caminho rotineiro de percepção. Estamos acostumados a vermos as coisas de cera maneira. Esperamos que as coisas sejam feitas de uma determinada maneira.” De Bono.

Quando essa sequência é rompida, percebemos que estivemos presos por uma única e singular maneira de pensar, mas que poderíamos e deveríamos ter pensado de maneira diferente.

Criatividade não é uma simples maneira de fazer as coisas diferentes. Sem ela, somos incapazes de fazer uso das informações e das experiências que tivemos. Além de disponíveis, essa informações estão presas a antigas estruturas, padrões, conceitos e percepções.

A verdade é que a mente só vê aquilo que está preparada ou treinada a ver. A geração de novas ideias só é possível a partir de um comportamento especulativo, curioso, forrado de hipóteses e suposições.

Agora que sabemos o básico sobre pensamento lateral, cabe a cada um começar a exercitar o cérebro. Podemos começar provocando nós mesmos, pensando em como fazer o que já estamos acostumados a fazer de forma diferente, criando novos conceitos. Há necessidade de novos conceitos em todas as áreas do conhecimento e também para a resolução de problemas rotineiros.

Gostaria de comentar?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *